Mapas de Viagem

Nova York Grand Central Terminal

O Grand Central Terminal é parte da história da cidade e muito visitado por turistas, atraídos pela riqueza de sua arquitetura e decoração.

Construído em 1871 pela família Vanderbilt e batizado como Grand Central Depot, tornou-se mais tarde Grand Central Station e, em 1913, a estação foi reaberta e chamada de Grand Central Terminal.

Conheça em detalhes os encantos da  Grand Central em Nova York

Na fachada de sua entrada principal, na Rua 42, encontra-se a belíssima escultura “Transportation” e o maior relógio de vidro da Tiffany do mundo,  cercado pelas figuras mitológicas de Hércules, Minerva e Mercúrio.

Fachada da Grand Central: Escultura “Transportation”, relógio de vidro da Tiffany e as figuras mitológicas de Hércules, Minerva e Mercúrio

Fachada da Grand Central: Escultura “Transportation”, relógio de vidro da Tiffany e as figuras mitológicas de Hércules, Minerva e Mercúrio

Salão Principal

Já no interior do Terminal, os visitantes não podem deixar de apreciar a riqueza de detalhes.

O teto, em forma de mural astronômico, mostra o céu visto no Mediterrâneo entre março e outubro, com mais de 2.500 estrelas, sendo as 60 maiores iluminadas por fibra ótica.

Nova York Grand Central Terminal : O teto do salão principal, em forma de mural astronômico

Nova York Grand Central Terminal : O teto do salão principal, em forma de mural astronômico

Os candelabros do salão principal e do Vanderbilt Hall possuem 110 lâmpadas e, durante anos, foram considerados de bronze, mas na verdade eram de ouro que estava escurecido e encoberto pela ação do tempo.

Nova York Grand Central Terminal : Os candelabros de ouro do salão principal e do Vanderbilt Hall

Nova York Grand Central Terminal : Os candelabros de ouro do salão principal e do Vanderbilt Hall

Próximo ao icônico ponto de informações, encontramos outra relíquia: o famoso relógio de quatro faces.

Um dos principais símbolos do local, o relógio, feito de opala, foi avaliado pela Sotheby’s em mais de 10 milhões de dólares.

Nova York Grand Central Terminal : o relógio de quatro faces, um dos principais símbolos do local

Nova York Grand Central Terminal : o relógio de quatro faces, um dos principais símbolos do local

Graybar Passage

Na Graybar Passage, outro corredor interessante, onde ocorrem apresentações de música clássica, encontra-se  um relógio em mármore que marca “o horário padrão do leste”.

Nova York Grand Central Terminal - Graybar Passage: relógio marca “o horário padrão do leste”

Nova York Grand Central Terminal – Graybar Passage: relógio marca “o horário padrão do leste”

Grand Central Market

Mas a estação tornou-se também um complexo comercial e gastronômico. Fazer compras no Grand Central Market é uma experiência bem nova-iorquina. Um dos mercados mais interessantes da cidade, com produtos típicos da região, como pães, tortas salgadas e doces, doce de marmelo e café torrado.

Nova York Grand Central Terminal - Grand Central Market

Nova York Grand Central Terminal – Grand Central Market

Destaque para:

Eli ZabarDelicatessen e mercado de artigos premium,  frutas, legumes e verduras produzidos em fazendas nos arredores de Nova York. Ótima seleção de pães, doces e produtos orgânicos

Li-Lac – Uma filial das mais antigas chocolatarias de Nova York

Murray’s Cheese – 250 tipos de queijos

Leather Spa – Melhor lugar  para consertar a sola vermelha de um Loubotin. Ou apenas para engraxar os sapatos.

Restaurantes

A maioria deles encontra-se no andar inferior do terminal. Tem culinárias japonesa, mexicana, oriental e tailandesa; cervejaria, bakery e até uma lojinha do delicioso chocolate belga Neuhaus no piso principal.

O restaurante mais tradicional do local é o Oyster Bar, criado ainda em 1913, no ano de inauguração da estação. Especializado em frutos do mar, as ostras são oferecidas em dezenas de pratos distintos.

Whispering Gallery – Galeria do Sussurro

A Whispering Gallery, ou galeria do sussurro, é uma das curiosidades do local.

Nova York Grand Central Terminal : Whispering Gallery - Galeria do Sussurro

Nova York Grand Central Terminal : Whispering Gallery – Galeria do Sussurro

Nela é possível que uma pessoa sussurre em uma das extremidades do arco e seja ouvida por outra, a quase 15 metros de distância. Se quiser tentar, é o arco que tem a sinalização de restrooms em frente ao Oyster.

Michael Jordan’s Steakhouse

Nova York Grand Central Terminal - Michael Jordan’s Steakhouse

Nova York Grand Central Terminal – Michael Jordan’s Steakhouse

Nova York Grand Central Terminal - Cipriani Dolci

Nova York Grand Central Terminal – Cipriani Dolci

Para lanches rápidos, há uma pequena versão da Magnolia Bakery, com seus famosos cupcakes decorados e da Shake Shack, com seus concorridos hambúrgueres.

Outras ótimas opções são o Junior’s Restaurant, cuja cheasecake é considerada a melhor de Nova York, e a Financier Patisserie, com cafés importados, bolos e doces.

Sugerimos comprar algumas dessas delícias e levar para viagem. Assim, você poderá saboreá-las em outro momento, como em um parque ou uma praça.

Lojas

As lojas são outro grande atrativo do Grand Central Terminal e responsáveis por uma grande parte dos turistas que circulam por lá.

Destaque para a incrível Apple Store, localizada no andar superior, como se fosse um mezanino. Oferece Wi-Fi grátis!

Nova York Grand Central Terminal - Apple Store

Nova York Grand Central Terminal – Apple Store

 

Veja maiores detalhes sobre nossos roteiros